Homem comete suicídio em simpósio sobre gás natural em Aracaju na manhã desta quarta (4)

Publicado em 04/07/2019 às 11:58h

O empresário Sadi Paulo Castiel Gitz, da indústria de cerâmica Escurial, cometeu suicídio na manhã desta quinta-feira, 4, durante o evento “Simpósio de Oportunidades – Novo Cenário da Cadeia do Gás Natural” em Sergipe. Estavam presentes no evento o governador do estado Belivaldo Chagas (PSD-SE) e o ministro de Minas e Energia almirante Bento Albuquerque.

Em um dado momento, logo após a fala de Chagas, o empresário, sentado, gritou: “Belivaldo, você é mentiroso”. Puxou uma arma e atirou contra a própria boca. Nas redes sociais do governador, a morte foi registrada ao vivo antes que a transmissão fosse encerrada no Instagram.

Em nota oficial, o governo de Sergipe lamentou o ocorrido e confirmou o cancelamento do evento. A solenidade discutiria “aspectos relacionados à produção e oferta de gás em Sergipe, as estratégias do Governo Federal e Estadual para a área, bem como a visão de instituições e empresas envolvidas no tema”, segundo divulgação.

Gitz era dono de uma fábrica de cerâmica em recuperação judicial por causa do alto preço do gás. Em maio deste ano, a empresa deu início ao processo de hibernação com a perda de mais de 600 empregos diretos e indiretos. “O motivo determinante para essa decisão foi o preço do gás cobrado pela concessionária Sergás, empresa do Governo do Estado de Sergipe”, apontou a empresa à época. (Veja).

 

Vídeo do momento em que o empresário Sadi Gitz tirou a própria vida. Mais informações no http://www.nenoticias.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicidade

Topo